Início Notícias Assédio de funcionários da Norte Energia atemoriza comunidades do Xingu

Assédio de funcionários da Norte Energia atemoriza comunidades do Xingu

O assédio cada vez mais constante de representantes das empresas do Consorcio Norte Energia, vencedor do leilão de Belo Monte, às comunidades ameaçadas pela usina está assustando ribeirinhos e pequenos agricultores na região de Altamira.

De acordo com denúncias encaminhadas ao Movimento Xingu Vivo para Sempre, funcionários das empresas estão entrando nas propriedades sem autorização, negociando a venda individual de lotes, solicitando e fotografando os documentos da propriedade, e solicitando a assinatura dos moradores para obtenção do aceite para realização de obras nos travessões para instalação de canteiros de obras na região, antes mesmo da emissão da licença de instalação da obra.

Esta situação levou comunitários da Volta Grande do Xingu a solicitar uma reunião com representantes do Grupo de Trabalho sobre Belo Monte da Defensoria Pública, advogados de direitos humanos, professores do Painel de Especialistas sobre impactos da usina, e lideranças do Movimento Xingu Vivo para Sempre, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e outras organizações sociais, para buscar informações sobre o processo, a obra, os direitos das populações ameaçadas e as medidas cabíveis para impedir a atuação dos funcionários do Consórcio.

A reunião aconteceu  dia 15 de outubro, no travessão do km 27, comunidade São Francisco das Chagas, e reuniu cerca de 250 representantes e lideranças das comunidades ameaçadas.

O encontro também pretende dar prosseguimento a um processo de organização regional, iniciado em setembro a partir de uma reunião com o Ministério

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Protesto contra Norte Energia na Transamazônica termina com demandas enviadas ao MPF

Depois de cinco dias de ocupação e trancamento da Transamazônica na altura do km 27, a manifestação de pescadores, ribeirinhos, agricultores e...

Amazon Communities Protest to Maintain the Xingu River Alive

Foto: Lilo Clareto This Monday morning (11/09), over 150 representatives of fishermen, riverbank communities, family farmers and the...

Comunidades de 5 municípios trancam a Transamazônica por liberação de água no Xingu

Na manhã desta segunda, 9, cerca de 150 pescadores, ribeirinhos, pequenos agricultores e indígenas Curuaya e Xipaya dos municípios de Altamira, Senador...

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...