Início Notícias Senado vai discutir licenças para Belo Monte

Senado vai discutir licenças para Belo Monte

O presidente da sub-comissão temporária para acompanhar a execução das
obras da Usina de Belo Monte, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) requereu
em sessão nesta terça-feira (23.11.2010) a realização de Audiência
Pública destinada a discutir as notícias vinculadas na mídia sobre
problemas na obtenção das licenças necessárias para permitir o início da
construção da hidrelétrica de Belo Monte (Assessoria de Imprensa do senador Fernando Flexa Ribeiro).

O requerimento foi aprovado pelos membros da sub-comissão e a audiência
pública está marcada para a próxima terça-feira (30.11.2010). Serão
convidadas as seguintes autoridades: Márcio Pereira Zimmermann –
ministro de Minas e Energia; Abelardo Bayma Azevedo – presidente do
Ibama; Ubiratan Cazetta – procurador chefe da república no Pará e
Carlos Nascimento – diretor presidente do Consórcio Norte Energia.

1 COMENTÁRIO

  1. O senador Flexa Ribeiro é dono marjoritário da empresa ENGEVIX, responsável pela construção do novo canal de derivação de Belo Monte. Por que será que ele defende o projeto com unhas, dentes e dinheiro? Será coincidência?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Nota de solidariedade ao povo Munduruku

O Movimento Xingu Vivo para Sempre quer expressar sua solidariedade ao povo Munduruku, sua indignação contra o cotidiano de violência a que...

Beiradeiros, Xingu Vivo e SDDH entram com representação criminal contra responsáveis por danos à Volta Grande do Xingu

Depois da divulgação de um acordo firmado entre o Ibama e a Norte Energia que, na última semana, permitiu que a empresa...

Ibama e a sentença de morte do Médio Xingu

Por Verena Glass - No ano de 2020, o Médio Xingu sofreu uma das piores secas da sua história. Aliado a um...

Ibama contraria ministério e mantém decisão de determinar que Belo Monte libere água no rio Xingu

André Borges, O Estado de S.Paulo - Pressionado de todos os lados pelo governo, o Ibama decidiu levar adiante a sua decisão...