Início Notícias Empresa não terminou 90% das obras iniciais de Belo Monte

Empresa não terminou 90% das obras iniciais de Belo Monte

Relatório produzido pela própria empreendedora de Belo Monte mostra que 90% das obras que ela deveria fazer para o início da construção da usina hidrelétrica ainda não estão completamente atendidas. (Folha de S. Paulo, 25.05.2011)

O documento da Nesa (Norte Energia SA) foi enviado ao MPF (Ministério Público Federal) no Pará, a pedido dos procuradores da República no Estado. Ele lista 90 obras que a Nesa deve fazer na região para cumprir as chamadas “ações antecipatórias”, obrigatórias para que a empresa consiga junto ao Ibama a licença de instalação, a autorização para erguer a hidrelétrica no rio Xingu (PA).

Das 90 obras, apenas 9 (10%) foram concluídas, diz o relatório da empresa. Diversas são previstas para estarem terminadas em julho e dezembro deste ano. Essas obras se referem a medidas para mitigar os impactos do fluxo migratório que Belo Monte deve causar à região de Altamira (PA). A usina deve atrair entre 50 mil e 100 mil pessoas para a região.

Dentre as obras, há desde a construção e reforma de escolas e hospitais até a implantação de sistemas de saneamento básico.
Procurada, a Nesa ainda não se pronunciou. Ela já afirmou à Folha que considera estar apta para receber a licença de instalação.
O MPF discorda. E recomendou de novo nesta quarta ao Ibama que não dê a licença se não forem atendidas as condicionantes ambientais da usina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Belo Monte aumentou emissões de gases-estufa no Xingu em cerca de 3 vezes, diz estudo

Por Folha de São Paulo - Cercada de críticas desde o início do seu projeto, a usina hidrelétrica de Belo Monte gerou...

Justiça cancela acordo do Ibama com a Norte Energia sobre uso da água da Volta Grande do Xingu

Por MPF - A Justiça Federal cancelou o termo de compromisso entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a...

Punição para a cadeia de culpados pela violência contra a nação Munduruku

Esta quarta, 26 de maio, foi um dia terrível. Criminosos ligados ao garimpo que invade, destrói, empesteia e mata no território Munduruku,...

Garimpeiros atacam e incendeiam aldeia de liderança Munduruku contrária ao garimpo no Tapajós (PA)

Do MPF - Um grupo de garimpeiros armados atacou nesta quarta-feira (26), no início da tarde, a aldeia Fazenda Tapajós, em...