Início Notícias Nota MXVPS: Sobre a solidariedade às lutas dos povos do Xingu

Nota MXVPS: Sobre a solidariedade às lutas dos povos do Xingu

Maquinas pesadas e insensatez do governo federal já sinalizam o tamanho da destruição e morte do Rio Xingu, símbolo da diversidade biológica e cultural brasileira. Sua Bacia é única no planeta: mais da metade de seu território é formada por áreas protegidas. São 27 milhões de hectares de alta prioridade para a conservação da bio e sociodiversidade, abrigando 31 Terras Indígenas e 15 Unidades de Conservação.

Porém o governo brasileiro está querendo dilapidar esse patrimônio, com a construção das hidrelétricas de Belo Monte, com investimentos de cerca de R$ 30 bilhões de  reais de recursos públicos, a expulsão de mais de 50.000 habitantes, a inundação de 668 km2 de monumentos fluviais de especial beleza, florestas, ilhas, pedrais e cachoeiras, e a migração de mais de 100.000 pessoas para a região de Altamira.

Apesar da luta incessante do Movimento Xingu Vivo para Sempre, das comunidades indígenas e não-indígenas atingidas, de especialistas de todo país, de movimentos de ambientalistas e defensores de direitos humanos que espontaneamente têm se manifestado nas diversas capitais brasileiras para suspender a obra, o governo federal autorizou o início de sua construção em 01 de junho de 2011, apesar das diversas irregularidades e ilegalidades que marcaram o processo até agora. Essa decisão contraria também a recomendação feita pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA ao governo brasileiro em maio, em prol da suspensão do licenciamento ambiental da hidrelétrica para a realização do processo de consulta livre, prévia e informada dos povos indígenas e a garantia de proteção dos povos indígenas e de seus direitos.

São 30 anos de luta incessante contra as barragens no rio Xingu. É por isso que convocamos e agradecemos imensamente toda a solidariedade nacional e internacional em defesa do Xingu e de suas populações. Talvez essa seja uma das últimas chances para salvar o Xingu. Barrar o Xingu é contaminar, matar as águas, matar florestas, exterminar povos e culturas é destruir a Amazônia, impedir o futuro da vida no planeta!

3 COMENTÁRIOS

  1. ACREDITO QEU DEVEMOS SER CADA UM DE NOIS USINAS DE CREATIVIDADE, PARA EVITAR ESSE DESASTRE, e com açao e inteligencia que vamso vencer os interesses do $$ contra a natureza.

    Estive pensando em fazer alguma coisa para chamar a atençao do mundo e aó mesmo tempo ajudar as tribosa ameaçadas e se proteger do futuro devastador que os cerca..

  2. como a organizaçao xinguvivo e a mais forte por isso compartilho com voces para ver se e possivel levar a frente esta ideia.
    Com o aporte, a ajuda do todos , poderíamos tentar presentear uma usina solar em algumas das tribos do Xingú. isso podería ajudar a os indios a ter açeso a internet, e a se comunicar com o mundo par acompartihar seus problemas e ideias.

    Por outro lado CRIARIÍAMOS UMA NOTICIA DE IMPACTO, UMA ESPECIE DE PROTESTO, contra a energía das usinas hidrelétricas., demostrando par ao mundo que A outras opçoes sim..

  3. poderíamos estar ajudando, ganhando a conectividade direta com as tribos, e estariamos preparando eles a não necessidade de depender de energía de Belo Monte,

    que voces acham da ideia?? eu acho possivel sim. juntar 50 ,000 reais entre todos os que nos opomos a usina não e imposiivel. eu sou um que aportaría com orgulho para dar essa força para as tribos, se eles concordar, e claro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...