Início Notícias CNBB manifesta-se sobre Belo Monte

CNBB manifesta-se sobre Belo Monte

Há grupos e pessoas que costumam gritar “a Amazônia é nossa”, não para
defender a incontestável soberania do Brasil sobre esta macroregião, mas
para explorar até a exaustão as riquezas naturais e transformar a terra, as
águas e as florestas em mercadoria, objetos de negócio. A família humana perde o direito de viver no lar que Deus criou. É expulsa da terra herdada dos antepassados.

Na região do Xingu, o projeto Belo Monte coloca em risco a vida de milhares
de pessoas. Em 1º de junho de 2011, o IBAMA concedeu à empresa Norte Energia S.A. a Licença de Instalação (LI) para construção desta hidrelétrica e
declarou que “concluída a análise técnica e elaborado o relatório, todas as
quarenta condicionantes estão cumpridas”.

Essa afirmação é uma afronta aos povos do Xingu, pois simplesmente não
corresponde à verdade. As prometidas ações antecipatórias de saneamento
básico em Altamira e Vitória do Xingu não foram realizadas. Providências de
infra-estrutura absolutamente necessárias no campo da saúde, educação,
habitação e segurança pública não foram tomadas. Trinta mil pessoas vivem o
pesadelo de serem arrancadas de suas casas sem saberem para onde ir.

Enormes áreas e plantações são desapropriadas em troca de indenizações irrisórias. Quem resiste é processado judicialmente. Anuncia-se pelos meios de
comunicação que a barragem não afetará os indígenas, porque nenhuma aldeia
será inundada. Acontecerá o contrário: aos povos da Volta Grande do Xingu
será cortada a água.

Em Altamira, os aluguéis chegam a preços exorbitantes, provocando invasões
de áreas urbanas e acampamentos em frente à Prefeitura. É o caos que se
instala. A segurança pública é incapaz de debelar a crescente onda de
violência. Os acidentes de trânsito se multiplicam de maneira assustadora.
Os hospitais estão superlotados. As escolas nem de longe conseguem atender à
nova demanda de vagas.

O Governo Federal nega o diálogo, oculta informações, aposta na política do
“fato consumado” e passa, qual rolo compressor, por cima da população.

Manifestamos nossa solidariedade com os povos do Xingu e denunciamos a falta de sensibilidade das autoridades governamentais que não se deixam comover pelo grito de milhares de pessoas angustiadas.

Ainda nutrimos a esperança de que o bom senso vença a insanidade de um
projeto tão pernicioso para a população e o meio-ambiente e suplicamos ao
bom Deus: “Salva o teu povo, abençoa a tua herança!” (Sl 27, 9). Que Nossa
Senhora de Nazaré, padroeira da Amazônia, interceda pelos irmãos e irmãs do
Xingu!

Belém, 2 de setembro de 2011

CNBB Norte II

D. Jesus Maria Cizaurre Berdonces
Presidente

D. Frei Bernardo Johannes Bahlmann
Vice Presidente

D. Flávio Giovenale
Secretário

1 COMENTÁRIO

  1. A sensação, mais um vez, é de impotência. A dor de ser ignorado de forma tão brutal por forças destruidoras – parece catastrófico porque é. Os povos do Xingu, da Amazônia, precisam mostrar a realidadade na Internet, em todas as redes sociais, para que o mundo CONHEÇA a realidade e não fique apenas com o que os grandes veículos de comunicação mostram – normalmente, o interesse de seus patrocinadores. Nós, da Floresta, devemos mostras essas mazelas para o mundo e conquistar o APOIO MUNDIAL, SIM, contra esse genocîdio e a devastação ambiental anunciados com a construção ilegal dessa usina assassina. Por favor, publiquem imagens, diariamente sobre as área, criem um rede de infofrmação verdadeira, não permitam que os grandes veículos continuem manipulando a opinião pública enqanto as obras avançam. E, obrigada CNBB, pela coragem de se posicionar, publicamente, contra Belo Monte e a favor dos povos do Xingu – outras entidades ligadas ao povo deveriam fazer o mesmo – essa nota precisa circular em todas as igrejas católicas do mundo para que todos saibam o que acontece. Coragem, vamos defender nossa casa, contra qualquer invasor, mesmo que, infelizmente, tenha apoio de quem deveria nos defender, como o governo federal – sinto muito por ele, mais uma vez, pois sempre não nos vê, não nos conhece, não nos respeita, mas a partir de agora, não está do nosso lado, saia da frente porque vamos vencer essa guerra. Publiquem imagens na internet, todos os dias, chamem a atencão do mundo para os crimes contra a humanidade. Digamos NÃO A BELO MONTE PARA SEMPRE. XINGU VIVO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...