Início Notícias Vale vence o Public Eye Awards, premio de pior empresa do mundo

Vale vence o Public Eye Awards, premio de pior empresa do mundo

Após 21 dias de acirrada disputa, a mineradora brasileira Vale foi eleita, nesta quinta, 26, a pior corporação do mundo no Public Eye Awards, conhecido como o “Nobel” da vergonha corporativa mundial. Criado em 2000, o Public Eye é concedido anualmente à empresa vencedora, escolhida por voto popular em função de problemas ambientais, sociais e trabalhistas, durante o Fórum Econômico Mundial, na cidade suíça de Davos.

Este ano, a Vale concorreu com as empresas Barclays, Freeport, Samsung, SyngentaTepco. Nos últimos dias da votação, a Vale e a japonesa Tepco, responsável pelo desastre nuclear de Fukushima, se revesaram no primeiro lugar da disputa, vencida com 25.041 votos pela mineradora brasileira.

De acordo com as entidades que indicaram a Vale para o Public Eye Award 2012 – a Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale (International Network of People Affected by Vale), representada pela organização brasileira Rede Justiça nos Trilhos, e as ONGs Amazon Watch e International Rivers, parceiras do Movimento Xingu Vivo para Sempre, que luta contra a usina de Belo Monte -, o fato de a Vale ser uma multinacional presente em 38 países e com impactos espalhados pelo mundo, ampliou o número de votantes. Já para os organizadores do prêmio, Greenpeace Suíça e Declaração de Berna, a entrada da empresa, em meados de 2010, no Consórcio Norte Energia SA, empreendimento responsável pela construção de Belo Monte, foi um fator determinante para a sua inclusão na lista das seis finalistas do Public Eye deste ano.

A vitória da Vale foi comemorada no Brasil por dezenas de organizações que atuam em regiões afetadas pela Vale. “Para as milhares de pessoas, no Brasil e no mundo, que sofrem com os desmandos desta multinacional, que foram desalojadas, perderam casas e terras, que tiveram amigos e parentes mortos nos trilhos da ferrovia Carajás, que sofreram perseguição política, que foram ameaçadas por capangas e pistoleiros, que ficaram doentes, tiveram filhos e filhas explorados/as, foram demitidas, sofrem com péssimas condições de trabalho e remuneração, e tantos outros impactos, conceder à Vale o titulo de pior corporação do mundo é muito mais que vencer um premio. É a chance de expor aos olhos do planeta seus sofrimentos, e trazer centenas de novos atores e forças para a luta pelos seus direitos e contra os desmandos cometidos pela empresa”, afirmaram as entidades que encabeçaram a campanha contra a mineradora. Em um hotsite  criado para divulgar a candidatura da Vale, forma listados alguns dos principais problemas de empreendimentos da empresa no Brasil e no exterior.

Coletiva
No Brasil, as entidade Rede Justiça nos Trilhos, Núcleo Amigos da Terra Brasil, International Rivers e MST farão uma coletiva de imprensa sobre o premio nesta sexta, 27, ás 12:00 h, na Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre.

Já em Davos, Suíça, também ao meio dia (horário local), os organizadores do Public Eye, Declaração de Berna e Greenpeace Suíça, farão a entrega do premio durante uma coletiva no Fórum Econômico Mundial, que contará com a presença do economista americano e vencedor do Premio Nobel, Joseph Stiglitz.

7 COMENTÁRIOS

  1. Prêmio merecido!!! Espero que agora, as pessoas que a Vale "encanta" com suas propagandas falaciosas se convençam do quanto a empresa é nociva por onde passa!

  2. http://www.valeesclarece.com/
    "A Vale sabe que a atividade mineradora gera impactos e, por isso, atua de forma a controlá-los e reduzi-los. Por essa razão, em 2011, a Vale foi considerada a melhor mineradora em gestão de mudanças climáticas, liderando o ranking do Carbon Disclosure Project (CDP) pelo segundo ano consecutivo. (…) A Reserva Natural Vale, em Linhares (ES), é considerada pela Unesco Reserva da Biosfera por conservar uma das últimas áreas de Mata Atlântica no Sudeste do Brasil. (…) Além das obrigações legais e gestão dos impactos de suas operações e projetos, a Vale contribui voluntariamente e investe na conservação de ecossistemas naturais e boas práticas em desenvolvimento sustentável. "

    • Prêmios como CDP todo mundo sabe que são comprados pelo Lobby que as grandes empresas exercem.
      O que realmente conta é a avaliação pública e mundial sobre esta empresa que envergonha o Brasil com sua política suje e predatória.

  3. No Brasil, a Vale é responsável por uma série de danos ambientais à paisagem local. As grandes operações de mineração de ferro a céu aberto (a maioria delas no Estado de Minas Gerais) já destruíram uma grande parte de um importante eco- e geo-sistema, os campos rupestres ferruginosos, que cobrem a maioria das reservas ferríferas. A explotação destes recursos tem dizimado a biodiversidade local, impactado o fornecimento de água em algumas cidades e impactado significativamente a paisagem, compromentendo o grande potencial de desenvolvimento econômico regional através de atividades ligadas ao turismo.

    Um das últimas áreas naturais significativamente preservadas de Minas Gerais, a Serra do Gandarela, está agora ameaçada por um dos maiores projetos da Vale, o complexo de minas Apolo. Na mesma área o órgão federal de proteção ambiental – ICMBio – propõe a criação de um Parque Nacional para preservar os últimos remanescentes da biodiversidade destes campos ferruginosos e garantir a proteção dos vastos recursos hídricos da região. A pressão da companhia sobre os órgãos ambientais e econômicos locais para garantir o licenciamento de seus projetos, entretanto, tem sido intensa, contrariando muitos dos interesses da comunidade, e o futuro do parque está ainda incerto.

    Saibam mais em http://www.aguasdogandarela.org

  4. Olá,

    Gostamos muito de seu texto, e nós da Ikebana Flores, por estar sempre preocupado com os problemas ambientais e, mais especificamente, com a preservação do Parque Nacional da Serra do Gandarela lançamos a campanha "Plante uma Árvore no Gandarela".

    Como vocês devem saber, esta região é uma das principais quando se fala em abastecimento de água da capital mineira, além de abrigar diversas espécias de animais e plantas é dona de uma paisagem de tirar o fôlego.

    Esta campanha tem o intuito de mobilizar os blogueiros de Belo Horizonte em torno do plantio de árvores nativas nas áreas mais degradadas do parque. Através de uma simples parceria você ajudará a preservar um importante manancial de água potável da cidade de Belo Horizonte.

    Ao participarem da campanha e divulgarem em seus blogs, através de nosso Link, ganharão uma muda de árvore. Essa muda será plantada pela floricultura Ikebana e levará o nome de seu colaborador.

    Saiba mais em: http://www.ikebanaflores.com.br/catalog/category/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...