Início Notícias Barramento do Xingu não foi concluído, ao contrário do que afirmam construtores

Barramento do Xingu não foi concluído, ao contrário do que afirmam construtores

Diferente do que o Consórcio Norte Energia, responsável pela construção de Belo Monte, informou  no último dia 21, o barramento do Xingu pela ensecadeira de Pimental  não foi concluído nem está funcionando o sistema de transposição de embarcações, que deverá transportar os barcos de um lado ao outro da barragem.

De acordo com relato de lideranças sociais e pescadores de Altamira, que estiveram no local nesta sexta, 28, “pudemos observar que nem as ensecadeiras estão concluídas, nem está funcionando o Sistema de Transposição de Embarcações (STE). Mais uma vez a NESA mentiu ao informar sobre o andamento das obras que estão ‘a todo vapor’, mas não tão adiantadas”.

Ensecadeira chega apenas até a ilha de Serra
Ensecadeira chega apenas até a ilha de Serra e Sistema de Transposição de Embarcações não funciona

Acompanhado de uma equipe de TV, o grupo constatou que “a ensecadeira atingiu a ilha de Serra, mas desta até a próxima ilha, onde estão construindo o sistema de Transposição de Embarcações, ainda não deu prosseguimento. Neste canal natural entre as duas ilhas e no próximo canal até a margem direita, o Xingu ainda corre livremente. Também tentamos utilizar o Sistema de Transposição de Embarcações com a nossa  voadeira, mas não foi possível colocá-la na pequena carreta acoplada a um trator de pneus para transpô-la até ao montante do STE, apesar de várias tentativas. Embora os funcionários terceirizados que atendem aos passageiros de embarcações não nos conhecessem, nos atenderam muito educadamente e tentaram insistentemente transpor nossa embarcação, não insistindo mais em virtude do risco de acidentes. Mas fomos transportados de Van até ao montante do STE para onde a voadeira deu a volta na ilha para nos apanhar”, relata o grupo.

Apesar da  inveracidade da informação sobre o cumprimento do cronograma por parte da Norte Energia, na última sexta o BNDES liberou R$ 5,2 bilhões para Belo Monte, a despeito de constar em sua política sociaoambiental que o banco deve monitorar o cumprimento de condicionantes pelo projeto financiado. De acordo com um funcionário da Norte Energia que não quis se identificar, tanto o fechamento do rio quanto a conclusão do sistema de transposição devem ocorrer apenas por volta de junho de 2013.

2 COMENTÁRIOS

  1. Dinheiro público liberado sem cumprir com a responsabilidade de verificar, auditar, vistoriar o andamento desta mega obra. Isso interessa a quem???

  2. Muito comovente este tipo de ação do governo. Libera-se dinheiro para o cumprimento de condicionantes, mas sejamos críticos, até o momento o que tem sido cumprido é muito pouco, ou quase nada. Enquanto isso, sofre os indígenas e todo o ambiente existente por aí. Olha, eu apoiaria muito uma organização de protestos em massa contra esta obra. Acho que a revolta será a solução para parar este absurdo!

Deixe uma resposta para fernandoparracho Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Beiradeiros, Xingu Vivo e SDDH entram com representação criminal contra responsáveis por danos à Volta Grande do Xingu

Depois da divulgação de um acordo firmado entre o Ibama e a Norte Energia que, na última semana, permitiu que a empresa...

Ibama e a sentença de morte do Médio Xingu

Por Verena Glass - No ano de 2020, o Médio Xingu sofreu uma das piores secas da sua história. Aliado a um...

Ibama contraria ministério e mantém decisão de determinar que Belo Monte libere água no rio Xingu

André Borges, O Estado de S.Paulo - Pressionado de todos os lados pelo governo, o Ibama decidiu levar adiante a sua decisão...

Um balanço da situação da Amazônia sob Bolsonaro em tempos da Covid 19

Por Rosa Acevedo e Elieson Pereira da SilvaNesse momento, alguém morre e será enterrado como mais uma nova vítima da COVID 19...