Início Notícias PF prende ativista em Belo Monte. Seu paradeiro é desconhecido

PF prende ativista em Belo Monte. Seu paradeiro é desconhecido

Durante a ocupação de um dos canteiros de Belo Monte na manhã de hoje por indígenas e ribeirinhos afetados pela usina, a Polícia Federal deteve e levou para local desconhecido o ativista mexicano Ivan Castro Torres.

Segundo a advogada de direitos humanos Maira Irigaray, que acompanha a mobilização a pedido dos indígenas, Ivan estava fotografando a ação quando foi abordado pela PF e instado a deixar o canteiro, o que fez prontamente. Do lado de fora, ele foi colocado dentro de uma viatura e até o momento não se tem informações sobre seu paradeiro.

Este é mais um caso de brutal violência, por parte da força policial, contra militantes dos direitos humanos. Mais uma vez, o Estado adota uma postura ditatorial e arbitrária. Extremamente preocupado com o paradeiro e o bem estar do ativista, o Movimento Xingu Vivo para Sempre, que está acompanhando a situação,  exige que Ivan seja retornado a Altamira com segurança e que o caso seja devidamente apurado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Nota de solidariedade ao povo Munduruku

O Movimento Xingu Vivo para Sempre quer expressar sua solidariedade ao povo Munduruku, sua indignação contra o cotidiano de violência a que...

Beiradeiros, Xingu Vivo e SDDH entram com representação criminal contra responsáveis por danos à Volta Grande do Xingu

Depois da divulgação de um acordo firmado entre o Ibama e a Norte Energia que, na última semana, permitiu que a empresa...

Ibama e a sentença de morte do Médio Xingu

Por Verena Glass - No ano de 2020, o Médio Xingu sofreu uma das piores secas da sua história. Aliado a um...

Ibama contraria ministério e mantém decisão de determinar que Belo Monte libere água no rio Xingu

André Borges, O Estado de S.Paulo - Pressionado de todos os lados pelo governo, o Ibama decidiu levar adiante a sua decisão...