Início Notícias Obra de Belo Monte antecipa alagamento em Altamira

Obra de Belo Monte antecipa alagamento em Altamira

Os moradores da área alagadiça de Altamira, acostumados com as enchentes do Xingu, neste ano estão assustados: “A gente saía de casa em março, desta vez a água chegou mais cedo e está subindo muito”, afirma a moradora Célia, que se mudou temporariamente para o Parque de Exposições da cidade. O Xingu já subiu mais de sete metros e já inundou as baixadas.

A subida do rio e o alagamento antecipado é causado pelo barramento do Xingu, iniciado no início de janeiro, pouco abaixo da cidade de Altamira. A Norte Energia está construindo uma ‘”estrada” de 500 metros no leito do Xingu, desviando-o até o local onde pretende construir a principal casa de força de Belo Monte. “Se você cerca o rio, é claro que a água represa”, dizem as pessoas.

Na última quarta-feira (2), a área alagadiça de Altamira, onde moram centenas de famílias, estava movimentada com a realocação das pessoas. Caminhões circulavam os bairros e as famílias se mobilizavam, umas ajudando as outras, e, com apoio da prefeitura local, quase 100 famílias se mudaram temporariamente para o Parque de Exposições.

“Nos outros anos colocaram aqui até mil famílias, e a situação fica insuportável. Vamos precisar de mais abrigos”, afirmou Edzângela, militante do MAB e moradora no bairro. O tempo de morada no Parque pode durar até maio, tudo depende do que vão fazer com as águas do Xingu.

Fonte: mabnacional.org.br

7 COMENTÁRIOS

  1. e isso mesmo esse barramento no leito do rio xingu esta destruindo nosso belo rio e acaabando com a vida do nosso povo acho que devemos ter mais atitude para lutarmos juntos contra essa destruiçao do nosso rio xingu vamos nos unir

  2. Não sou partidária mas não concordo que Belo Monte seja um "problema" do governo petista. O culpado? claro que é o estado! Mas Belo Monte foi pensada na década de 1970 e a "bomba" estourou no atual governo, poderia ter sido antes ou depois, mas independente da gestão existe uma questão que é central: Belo Monte já está sendo construida e há uma resposta negativa que as pessoas apresentam em função da construção da barragem e isso ocorre em decorrência do não preparo para lidar com as adversidades.

  3. Existe outra situação que é espantosa, o Plano Diretor de Altamira, o Plano Básico Ambiental, as condicionantes de Belo Monte, e o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Região de Integração do Xingu falam de ações demandadas para a área diretamente afetada pelo empreendimento, assim como das necessidades emergentes da área diretamente afetada, no entanto, consideram uma situação estática. Visa contemplar "1000 e tantas" famílias atingidas pelas inundações, mas deixam de considerar as outras "10.000 e tantas" que irão migrar para Altamira e se direcionarão justamente para essas áreas que fogem ao padrão de ocupação por que não são precedidas de infra-estrutura mínima para abrigar essas pessoas que de forma instantânea irão ocupar este espaço.

  4. Diante disso o que fazer de diferente para minimizar os impactos já que existem exemplos de "fracasso", considerando as dimensões social e ambiental, como Tucurui e Balbina no Amazonas entre tantas outras!!! Como o estado pode utilizar os instrumentos existentes para tornar prática as ações reconhecidas como prioritárias? Como minimizar os riscos de inundação? como impedir que outras pessoas não sejam submetidas a esses riscos? Se tem realmente um conhecimento consistente sobre esse fenômeno?

  5. Essas são algumas questões que permeiam minha mente e vejo que este já não é mais um momento de impedir já que as obras estão ai e infelizmente Belo Monte vai sair, já que vai sair que tal agora refletirmos e cobrarmos ações mitigatórias para os impactos sofridos por aqueles que estão de frente e não apresentam respostas positivas diante a situação, e para os tantos outros que chegarão em busca de uma melhor condição de vida!!!

  6. eu tenho que adimitir estava cega com o escravisismo capaitalista, eu pilho para fazermos algo, se todos estao de acordo levantamos nossa bandeira, erguemos nossa voz ao alto e vamos fazer algo temos direito, aquilo tbm é nosso nao pediram nossa opiniao, vamos fazer a diferença, precisamos fazer.

    se quiserem pegem e-mail ai vamos nos reunir, fazer algo

Deixe uma resposta para ana ester canabarro Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...

Projeto de mineração Belo Sun é inviável, aponta estudo técnico

Em apenas sete minutos, um volume de aproximadamente 9 milhões de metros cúbicos de rejeitos tóxicos podem atingir o rio Xingu, no...