Início Notícias BNDES aprova R$ 1 bi para Belo Monte

BNDES aprova R$ 1 bi para Belo Monte

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou ontem empréstimo-ponte de R$ 1,087 bilhão para o projeto da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará(O Estado de S.Paulo, Alexandre Rodrigues, 23.12.2010).

Os recursos funcionarão como um adiantamento do financiamento, ainda não aprovado, que o banco dará ao empreendimento, cujo investimento total é estimado em R$ 19,6 bilhões.

Em abril, antes de a concessão ser arrematada em leilão pela Norte Energia S.A. (Nesa), o BNDES definiu que financiará até 80% do custo total do projeto, com prazo máximo de 30 anos. No mês passado, executivos do banco revelaram que a empresa pediu um montante inferior a esse limite e que o crédito deveria ser aprovado pela diretoria do banco até a primeira quinzena de dezembro, o que não ocorreu.

Ontem, o BNDES informou que o pedido de financiamento continua em análise e depende da conclusão do processo de licenciamento ambiental do projeto. A Nesa ainda não obteve a licença de instalação para o início das obras. O adiantamento aprovado ontem tem como objetivo evitar o atraso do cronograma da usina, sustenta o banco.

Os recursos vão custear a encomenda dos primeiros equipamentos, os projetos de engenharia e estudos técnicos anteriores ao início das obras no Rio Xingu, onde a usina será instalada. Embora o empréstimo-ponte tenha sido aprovado ontem, o dinheiro só deverá ser liberado no ano que vem com a contratação da operação, em janeiro. O montante será descontado do financiamento total do projeto que for aprovado posteriormente.

Adiamento
Belo Monte é uma das principais obras do PAC. O Ministério Público recomendou que o Ibama não libere a licença de instalação enquanto a Nesa não cumprir pendências da licença prévia. Sem a licença para o início dos trabalhos, a previsão da instalação do canteiro de obras foi deslocada de outubro deste ano para abril de 2011.

A usina terá capacidade instalada de 11 mil MW. A previsão é de que a primeira unidade geradora da hidrelétrica entre em operação em fevereiro de 2015. A operação e manutenção do empreendimento será feita pela Eletronorte. Segundo o BNDES, a obra deve criar 18,7 mil empregos diretos e 23 mil indiretos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...