Início Notícias Anistia Internacional denuncia Belo Monte em relatório sobre direitos indígenas nas Américas

Anistia Internacional denuncia Belo Monte em relatório sobre direitos indígenas nas Américas

A Anistia Internacional, uma das mais importantes entidades de monitoramento, denuncia de violações e proteção de direitos humanos, acaba de lançar um novo relatório onde avalia as relações de Estados nacionais com as populações indígenas.

Tratando de violações na Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru e Estados Unidos, o documento “Sacrificando direitos em nome do Progresso – Povos Indígenas ameaçados nas Américas” avalia grandes projetos governamentais de profundos impactos sobre as populações indígenas, processos legislativos truncados e medidas de proteção deficitárias, questionando as políticas de Estado sobre as relações com os indígenas.

No caso brasileiro, a Anistia destacou as violações de direitos cometidas pelo Estado no decorrer do projeto de Belo Monte, bem como a situação calamitosa dos Guarani Kaiowa, ameaçados pela expansão do agronegócio sojeiro e canavieiro no Mato Grosso do Sul.

Clique aqui para ver o documento na íntegra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Nota de solidariedade ao povo Munduruku

O Movimento Xingu Vivo para Sempre quer expressar sua solidariedade ao povo Munduruku, sua indignação contra o cotidiano de violência a que...

Beiradeiros, Xingu Vivo e SDDH entram com representação criminal contra responsáveis por danos à Volta Grande do Xingu

Depois da divulgação de um acordo firmado entre o Ibama e a Norte Energia que, na última semana, permitiu que a empresa...

Ibama e a sentença de morte do Médio Xingu

Por Verena Glass - No ano de 2020, o Médio Xingu sofreu uma das piores secas da sua história. Aliado a um...

Ibama contraria ministério e mantém decisão de determinar que Belo Monte libere água no rio Xingu

André Borges, O Estado de S.Paulo - Pressionado de todos os lados pelo governo, o Ibama decidiu levar adiante a sua decisão...