Início Notícias Guerra dos vídeos: altamirenses respondem a estudantes da Unicamp

Guerra dos vídeos: altamirenses respondem a estudantes da Unicamp

Um grupo de estudantes, professores, indígenas, agricultores, ambientalistas e moradores de Altamira lançou, na sexta-feira, 9, um vídeo em resposta ao vídeo de estudantes de engenharia da Unicamp – por sua vez, uma resposta ao vídeo realizado por artistas ligados ao Movimento Gota d’Água, que questionava a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

O vídeo foi produzido pelo Movimento Gota d’Água, que visitou a região afetada pela barragem no início de dezembro.

Ainda no início deste mês, estudantes e participantes de movimentos contra a barragem de Belém (Pa) também lançaram um vídeo em resposta aos estudantes de engenharia.

Na “guerra dos vídeos” sobre Belo Monte, mais de duas milhões de pessoas já assistiram às produções. O vídeo dos estudantes da Unicamp ganhou capa e reportagem de sabor duvidoso na edição da semana passada da Revista Veja. Outra dezena de vídeos em resposta, contra e a favor, foram publicados no Youtube.

7 COMENTÁRIOS

  1. Parabens pela resposta. É preciso conhecer para decidir. A população local conhece. Mandem os estudantes mitologicos a aprender como benificiar o silicio e criar outros materiais para produção de energias alternativas. Importante tambem aplicação imediata em eficiencia energética. O custo apresentado sobre a energia solar foi calculado sobre a importação de paineis prontos. Devem aprender a faze-los. Chega de imediatismo. Outra coisa: só falam de beneficios, não dimensionam os estragos e tão pouco apontam quem são os responsaveis pelos mesmos. Meias verdades também são mentiras .Por último: Cade o respeito dos genios da UNICAMP aos cidadãos, brasileiros, verdadeiros habitantes dessa area do XINGU? Talvez precisem de mais estudos de cidadania e respeito a todos, isto se chama educação. Deram apenas um show de instrução e bastante pobre.

    • Caro amigo Penado, não generalise. Este vídeo dos estudantes da Unicamp foi feito por alguns alunos de uma das turmas do curso de Engenharia Civil da Unicamp. E não pelos estudantes da Unicamp ou pela Unicamp ou seus representantes. É importante que isto seja notado.

      Antes que me alvejem: eu não sou a favor de construir-se a uzina Belo Monte pois minha política diz que se algo não é apoiado por um méson que seja, essa algo não é 100% bom. E neste caso, muita gente é contra.

      Agora, defendendo os companheiros da Unicamp: o objetivo deles era mostrar o lado positivo (isso é questão de opnião; quem é contra não vê – na maioria das vezes – lados positivos) da uzina de Belo Monte defendida por outros brasileiros e corrigir alguns dos dados apresentados pela Rede Globo (sendo que ambos estão ultrapassados). Não tinham objetivo em ferir o sentimentos de opositores ao projetoou a população local. Talvez isto não tenha ficado bem claro no vídeo.

      Querendo ou não, gostando ou não, este país pertence a todos os brasileiros (sem exceção) e todos devem tomar as decisões – sejam moradores do Pará e da região a ser alagada ou ambientalistas ou opositores, sejam apoiadores do projeto, da idéia ou da necessidade. Tudo de forma a atender a todos. E a todos devem ser permitido o direito de exposição de opinião – desde que não ofenda ou altere a verdade em absoluto.

      Enfim: a opnião de um ou ação de outro não representa a todos. Se assim fosse, consideremos então que todos os brasileiros são exatamente aquilo que todos os estrangeiros pensam de nós: macacos burros que adoram jogar futebol enquanto sambam em uma floresta tropical cheio de mulheres promíscuas banhando em um rio próximo à estátua do Cristo Redentor.

  2. Fiquei indignado com o o video propaganda dos estudantes da UNICAMP. Parece um discurso de horóscopo, diz tudo e nada ao mesmo tempo. Só benefícios são meias verdades, igual a mentiras. Vão aprender a desenvolver novos materiais, Trabalhar o silicio e outros materiais para fontes de energias alternativas. Vão propagar a aplicação imediata da eficiencia energética. (redução de 30% das perdas sobre o consumo atual. Turma de mitologicos. Aprendam educação. Melhorem o nível de instrução para apresentar dados concretos. Dizer quem paga a conta dos maleficios, quantificando o valor. Melhorias propaladas, vejam Carajas com a Vale? Por fim: tenham respeito e cidadania com os Paraenses.

  3. Isso é progresso, destruindo cidades, fazendas,audeias indigínas, ribeirinhos q naceram ali. Isso é absurdo, esses politicos corrupto, eles so pença no dinheirão q vem, pra eles passarem a mão na metade. Eu só contra.

  4. olá, , gostaria de convidar a todos os visitantes deste site, e até mesmo os organizadores,a participar da passeata no dia 17/12/2011 (Sábado).
    Venha conosco para São Paulo, no dia da luta contra a Usina de Belo Monte, teremos um onibus que sairá da Unicamp as 9h30min, então nos ajude a ajudar o povo que está lá, o meio ambiente que será mais destruído do que o normal, o dinheiro que será desviado mais do que o normal, e pessoas assassinadas e escravizadas mais do que o normal, se não fizermos nada. Porque é facil todo mundo ficar criticando pela internet, nós temos que fazer algo diferente, então venha comigo nessa, vamos fazer algo de verdade para nosso país, pois nem sempre o progresso é melhor, lembre-se dos desastres que aconteceram na epoca da Ditadura Militar, que muitas grandes obras como essa foi construída, e muita desgraça aconteceu, e não tivemos muitos resultados produtivos, além de multiplicar a nossa divida externa…
    conto com a presença de todos

  5. Aguardem, pois está saindo outro vídeo também pela UFPA e vamos continuar, ainda que a última máquina continue lá, ainda que muitos outros insanos digam que nada é verdade, a luta continua, mas uma luta sensata, coerente e inteligente… Não podem calar a voz da maioria, não vão nos calar, nunca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...