Início Notícias Movimentos Sociais cobram do Juiz Federal de Altamira agilidade nos processos de...

Movimentos Sociais cobram do Juiz Federal de Altamira agilidade nos processos de afetados por Belo Monte

reunião BM justiça 1

Nesta sexta, 21, movimentos  e lideranças sociais que compõem o  Fórum em Defesa de Altamira (FDA),  acompanhados  do  Defensor Público da União, Ewerton Santini,  participaram de uma reunião com o juiz Paulo Cesar Moy Anaisse, da Justiça Federal de Altamira para cobrar celeridade no julgamento das ações impetradas pela Defensoria Pública da União (DPU) relativas às violações  dos direitos humanos das famílias e categorias impactadas pela UHE Belo Monte.

Em especial as lideranças dos pescadores, barqueiros e carroceiros denunciaram ao Juiz a forma truculenta  de negação de direitos  pela Norte Energia S.A, responsável pela construção da usina. “Cada ação representa vidas de milhares de pessoas que tiveram seu direitos fundamentais negados”, explicaram ao juiz, reforçando a demanda de pressa nos julgamentos. De acordo com os participantes da audiência, o juiz foi atencioso e se comprometeu a dar a máxima celeridade aos processos.

reunião BM justiça 2

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Banzeiro, o novo podcast do Movimento Xingu Vivo

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas...

Podcast BANZEIRO

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, para falar de coisas importantes para...

Projeto Belo Sun coloca Amazônia brasileira em risco de contaminação

ISA - Uma avaliação técnica concluiu que a mina de ouro que a empresa canadense Belo Sun Mining pretende instalar na Volta...

Debate Amazônia em conflito: quem põe preço e quem dá valor – a disputa entre os predadores e os povos da floresta

A Amazônia sempre esteve em disputa entre os que a parasitam e aqueles que nasceram nos territórios e deles vivem. Há...