Início Notícias Carta aberta denunciando a NORTE ENERGIA

Carta aberta denunciando a NORTE ENERGIA

_MG_9802

Antes de Belo Monte morávamos na Trav. Pedro Lemos em frente à casa do índio, Bairro Catedral, a mais de 25 anos. Eu, meu pai e minha mãe. Com a mudança de localização do centro da cidade para o bairro são Joaquim, dificultou nosso modo de viver e principalmente a forma de arrecadamos renda, pois era da venda de bebidas que mantínhamos o que comer, beber, vestir, calçar e manter saúde.

A Norte Energia prometeu para meu pai que iríamos morar numa distância de dois quilômetros do lugar de origem, mas o bairro onde estamos abandonado (São Joaquim) chega a ter mais de 4 quilômetros, nós morávamos antes no B. Catedral, era centro, e vivíamos bem e perto do Rio Xingu, comercio, farmácia, hospital, escola e etc.

Há um ano meu pai recebeu a casa de concreto da Norte Energia, e a mesma já apresenta problemas estruturais tais como rachaduras e infiltração, ocasionando mofo com forte odor.

IMG-20160412-WA0016

Eu, Poliana Santos,  no dia da “negociação’’ assinei um documento para receber  o aluguel social  durante 1 ano  no valor de 900 reais, mas denuncio que recebi apenas 11 meses, fui na Norte Energia  a procura dos meus direitos, lá no Reassentamento Urbano Jatobá, e me informaram que eu tinha que procura o Platão Social.

Fui ao Platão Social como solicitou a Norte Energia, reclamei da estrutura da casa e do atraso do meu aluguel, a funcionaria que nos atendeu disse que no prazo de dez dias iria resolver os problemas, mas já faz 4 meses e nada foi resolvido.

Depois da mudança, ocorreu transtornos logo por falta de segurança e distância do centro. Quando morávamos no bairro Catedral tinha apenas um quarto, mas não me arrependia de fica mesmo assim, assim como meus pais e toda família. Lembrando que o antigo terreno da minha família  era de 10/40.

Na verdade fomos enganados pela Norte Energia e o governo federal, que roubou a nossa vida, e hoje estamos sofrendo com a negação dos direitos fundamentais da Constituição Federal.

Denunciamos a ditadura de Belo Monte sobre a vida e dignidade da população de Altamira.

Exigimos justiça para minha família e todas as outras que foram roubadas pela Norte Energia e o Governo federal de Dilma e Lula.

Belo Monte não é desenvolvimento! Belo Monte é morte!

Assinado por mim e meu Pai

Poliana dos Santos de Franca
Eliel Xavier de Franca

Altamira, 12 de abril de 2016

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Belo Monte aumentou emissões de gases-estufa no Xingu em cerca de 3 vezes, diz estudo

Por Folha de São Paulo - Cercada de críticas desde o início do seu projeto, a usina hidrelétrica de Belo Monte gerou...

Justiça cancela acordo do Ibama com a Norte Energia sobre uso da água da Volta Grande do Xingu

Por MPF - A Justiça Federal cancelou o termo de compromisso entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a...

Punição para a cadeia de culpados pela violência contra a nação Munduruku

Esta quarta, 26 de maio, foi um dia terrível. Criminosos ligados ao garimpo que invade, destrói, empesteia e mata no território Munduruku,...

Garimpeiros atacam e incendeiam aldeia de liderança Munduruku contrária ao garimpo no Tapajós (PA)

Do MPF - Um grupo de garimpeiros armados atacou nesta quarta-feira (26), no início da tarde, a aldeia Fazenda Tapajós, em...