Podcast BANZEIRO – as informações atualizadas que interessam ao povo atingido por Belo Monte no Médio Xingu

9
4560

A partir de julho de 2020, o Movimento Xingu Vivo para Sempre passa a produzir o podcast Banzeiro, que tem abordado assuntos, temas e acontecimentos relevantes para a população do Medio Xingu, em especial os atingidos poe Belo Monte.

Todos os espisódios estão disponíveis no youtube do movimento –  https://www.youtube.com/user/campanhaxinguvivo/videos , mas esta pagina trará um resumo e o link de cada epi´sodio

Episódio 01, 31.07.2020 – Inicia as discussões sobre os royalties ou CFURH (Compensação Financeira pelo Uso dos Recursos Hídricos) da usina de Belo Monte, com muitas dúvidas. O que é? Quanto dinheiro entra por mês em Altamira com esse pagamento? Onde é gasto?
Veja aqui

Episódio 02, 07.08.2020 – Comenta os problemas que o povo do Médio Xingu e de Altamira está enfrentando agora, como as queimadas que estão se alastrando na região, a fumaça e a fuligem que invade as casas, e a situação dos pescadores do Xingu, que já não conseguem se manter porque o rio está secando e os peixes morrendo. E fala sobre a parcela dos royalties ou CFURH (Compensação Financeira pelo Uso dos Recursos Hídricos) da usina de Belo Monte que vão para o governo do Pará. Onde é aplicado o recurso? Por que não beneficia os atingidos pela usina em municípios que não recebem royalties?
Veja aqui

Episódio 3, 14.08.2020 – Da uma pausa no debate sobre os royalties de Belo Monte para fazer uma homenagem a Dom Pedro Casaldáliga, falecido uma semana antes. Traz depoimentos de pessoas que o conheceram de perto, como Dom Erwin Krautler, Frei Xavier Plassat e as agricultoras Nelsa e Marcia, e fala do que significa a luta para três mulheres fortes de Altamira
Veja aqui

Episódio 4, 21.08.2020 – Retoma o debate do CFURH/Royalties de Belo Monte, mas antes fala do trabalho de formação que o Xingu Vivo desenvolve com os Nucleos Guardiões em várias regiões de Altamira. Traz as preocupações dos pescadores e dos agricultores da Volta Grande do Xingu, e explica como Belo Monte tem sido responsável pela diminuição das águas na região, o que está prejudicando não só a pesca, mas também a agricultura, como explica o engenheiro florestal Thiago Castro Alves. Também conta com a participação da defensora pública Andreia Barreto, que explica uma ação contra a prefeitura de Altamira para que os ribeirinhos tenham melhor atendimento de saude, e que pra isso podem ser usados recursos dos royalties da usina
Veja aqui

Episódio 5, 28.08.2020 – Neste episódio, falamos novamente da falta de transparência da prefeitura de Altamira em relação à aplicação dos royalties de Belo Monte, mas descobrimos que em 2019 ao menos 2 milhões foram para a Secretaria de obras, que gastou mais de 200 mil reais em uma churrascaria. Participam Alessandra Cardoso, do Inesc, e Daniel Bona, promotor do MPE
Veja aqui

Episódio 6, 19.09.2020 – Neste episódio, o Banzeiro discute a saga dos ribeirinhos deslocados de seus territórios pela hidrelétrica de Belo Monte e que enfrentam novas manobras da Norte Energia na luta pelo retorno às margens do Xingu. Em 2017, foi criado o Conselho Ribeirinho, que elaborou um projeto de retorno de mais de 300 familias ao território, e que foi assinado pelo Ibama, MPF e pela própria Norte Energia. Em agosto, porém, a empresa disse que vai quebrar o acordo porque as terras ja estariam ocupadas por outros fazendeiros.
Veja aqui

Episódio 7, 25.09.2020 – Neste episódio, voltamos a falar das queimadas que estão destruindo a Amazônia e o Pantanal. Na semana, Bolsonaro fez uma fala na assembleia geral da ONU elogiando o agronegócio e culpando indígenas e camponeses pelos incendios crimininosos. O Banzeiro traz o repúdio à fala do presidente de quem vive do seu território, e relatos sobre a ação criminosa de fazendeiros e grileiros tanto no Pará quanto no Pantanal. Por fim, mostra o que nós, o povo da Amazônia, sentimos quando o fogo acaba com a nossa mata e nossos animais
Veja aqui

Episódio 8, 3.10.2020 – Neste episódio, o Banzeiro fala da seca da Volta Grande do Xingu, a ameaça do hidrograma de consenso – ou da discordia – que a Norte Energia quer impor e a falta de participação do povo nas decisões sobre a vida do rio e da gente que vive dele.
Veja aqui

Episódio 9, 11.10.2020 – Este programa discute e explica o que é o direito à consulta livre, prévia e informada da Convenção 169 da OIT. Sempre que um projeto ou uma lei afete os direitos das comunidades tradicionais – indígenas, quilombolas, pescadores, ribeirinhos, etc – eles tem que ser consultados de acordo com uma convenção internacional ratificada pelo Brasil. Conversamos com os especialistas Rodrigo Oliveira e Liana Lima sobre o assunto
Veja aqui

Episódio 10, 19.10.2020 – Nesse episódio, o Banzeiro discute os chamados Direitos da Natureza; quando a natureza deixa de ser um objeto e passa a ser um sujeito de direitos. A primeira ação judicial sobre isso foi impetrada pelo procurador Felicio Pontes, do MPF do Pará, em 2011, defendendo os direitos do rio Xingu. Ele fala sobre essa ação, e temos ainda a participação de Mario Rodriguez, educador boliviano, que explica como na Bolivia a pressão indígena incluiu esses direitos na Constituição do país. Por fim, temos ainda a participação da Claudia Pino, que fala da luta das comunidades tradicionais no Pantanal
Veja aqui

Episódio 11, 24.10.2020 – Este Banzeiro fala dos chamados Planos de Vida, os projetos de reconstrução da vida das pessoas que foram impactadas por Belo Monte. Recolhe os sonhos e desejos de representantes dos pescadores, ribeirnhos, agricultores, garimpeiros artesanais e moradores da cidade, e explica que os Planos de Vida não tem que seguir um modelo imposto de fora. Discute as armadilhas do chamado “desenvolvimento” e fala como é importante que cada comunidade reconstrua sua vida a partir de suas raízes
Veja aqui

Episódio 12, 31.10.2020 – O Banzeiro dessa semana destaca a Ação Civil Pública da Defensoria Pública do Estado exigindo que a Norte Energia retome o cumprimento de uma das condicionantes da Licenã de Operação, de entregar barcos, motores e tralhas de pesca pra pescadores e ribeirinhos do reservatório e do trecho da vazão reduzida do Xingu. Também cobra da empresa um plano pra garantir a soberania alimentar dessas famílias
Veja aqui

Episódio 13 – O Banzeiro dessa semana saiu com novidades sobre o projeto de mineração da Belo Sun na Volta Grande. Eles estão negociando com a Funai dizendo que os problemas com os indígenas estão resolvidos. Mostramos que isso não é verdade, que tem várias comunidades indígenas que nunca foram procuradas pela empresa, que ribeirinhos e assentados também estão sendo violados e que esxistem ações parando a Belo Sun por isso, e por fim falamos sobre os estudos que apontam o perigo do rompimento da barragem de rejeitos, como aconteceu em Minas Gerais
Veja aqui

Episódio 14,16.11.2020 – Saiu o novo Banzeiro, q narra a semana de luta do povo do Xingu contra o roubo da agua do rio por Belo Monte. Foram 5 dias de protesto e resistencia, com uma grande vitória: a rearticulação das diversas comunidades e povos do rio. A ocupação da Transamazônica pelo direito dos peixes do Xingu à piracema em 2021, depois de mais de 3 anos sem conseguirem se reproduzir, uniu ribeirinhos, pescadores, agricultores e indígenas do dia 9 a 13 de novembro numa manifestação de mais de 150 pessoas. Mas uniu milhares daqui pra frente
Veja aqui

Episódio 15, 20.11.2020 – Este é o Banzeiro especial do Dia da Consciencia Negra. Um programa q fala com todo mundo q tem suas ancestralidades na Africa e na Amazônia indígena. Esse Banzeiro teve como convidad@s e apresentador@s negras e negros muito importantes, como a deputada carioca Renata Souza e a coordenadora do mov. Negro de Altamira, a Elena. Tambem mestre Joelson, da Teia dos Povos da Bahia, e o Procurador Marco Antonio, do MPF do MS. E claro, Ana Laide e Dion do Xingu Vivo
Veja aqui

Episódio 16, 27.11.2020 – Saiu o Banzeiro dessa semana, falando do aniversario de 5 anos da Licença de Operação de Belo Monte e das muitas condicionantes q a Norte Energia ñ cumpriu. A gente explica aqui o q é uma condicionante, fala dos invasores da TI Apyterewa q atacaram fiscais do governo, comenta q a Justiça condenou a Funai a resolver a demarcação da terra Juruna e denuncia q as medidas de atendimento aos riberinhos continua sendo descumprida pela NESA.
Veja aqui

Episódio 17, 04.12.2020 – Está chegando aí o Banzeiro desta semana, que hoje traz duas notícias muito boas: uma é que o Ibama decidiu atender ao apelo do povo da Volta Grande e dos muitos pesquisadores e técnicos e vai mexer no hidrograma de Belo Monte pra garantir mais água pra sobrevivência das pessoas, da flora e da fauna do rio. Uma vitória pra todo mundo que fez a grande manifestação na Transamazônica no mês passado. A outra noticia é que a Justiça derrubou a ação da NESA que queria adotar ainda este ano o hidrograma de consenso.
Nesse programa, conversamos com André Borges, jornalista do Estadão que apurou essas notícias, com o procurador do MPF, Felicio Pontes, que explica a decisão da Justiça, e com o Luiz, do Xingu Vivo, que alerta que a gente tem que comemorar sim, mas que temos que seguir pressionando pra que as coisas saiam do papel
Veja aqui

Episódio 18, 12.12.2020 – Chegou o Banzeiro dessa semana com um debate muito importante sobre as mentiras e falsas noticias sobre o tratamento e a vacina contra o Covid. Nesse programa, contamos com a participação de um dos mais respeitados infectologistas do Brasil, Dr. Marcos Boulos, que fala da importancia de se confiar na ciencia. Tambem tem a opinião da nossa Gracinda Magalhães, do conselho de saúde de Altamira, e do pastor e escritor Henrique Vieira, que explica que Deus deu a ciência à humanidade para q cuide dos seus
Veja aqui

Episódio 19, 22.12.2020 – Chegando agora o último Banzeiro do ano. Nesse programa a gente conta como ele é feito, desde a ideia até o roteiro produzido pela Verena, as participações dos convidados, a gravação da apresentação pela Ana e pelo Thiago, e a edição pelo Ruy. Recordamos várias participações e agradecemos a todo mundo q contribuiu com o Banzeiro em 2020. Um feliz natal, um lindo ano novo e em 2021 estaremos de volta
Veja aqui

Episódio 20, 22.01.2021 O Banzeiro está de volta! E no primeiro episódio de 2021, a gente bem que queria falar de coisas boas, mas optamos por discutir a volta o Covid na Amazônia. Nesse programa, temos a participação do prof. Raimundo Barradas de Manaus, que fala um pouco da tragédia que vem ocorrendo por la. E também convidamos a Dra. Diana Sato, aqui de Altamira, pra tirar algumas dúvidas bem básicas sobre a vacina que acabou de chegar na nossa região. Por fim, não dava pra deixar de apontar o culpado por todo esse horror: Bolsonaro, que o impeachment chegue logo!
Veja aqui

Episódio 21, 05.02.2021 – Chegando mais um episódio do Banzeiro, que essa semana explica a decisão do Ibama de obrigar a Norte Energia a liberar mais água na Volta Grande, agora que é tempo de piracema. O programa também aponta as tentativas da Nesa de enganar o povo e dizer que o lago está secando por culpa do Ibama e da Volta Grande. Explicamos que isso é bobagem e o que é o hidrograma do Ibama
Veja aqui

Episódio 22, 12.02.2021 – O Banzeiro dessa semana vem bastante pesado porque explica a inacreditável mudança de posição do Ibama. Esta semana, o órgão jogou no lixo seus próprios pareceres técnicos e permitiu que a Norte Energia mate a Volta Grande, deixando passar apenas 1.600 metros cubicos de água e usando o resto em suas turbinas. Também explicamos o conteúdo de um acordo de 157,5 milhões pra dois anos, que Nesa e Ibama fizeram e que promete alguns projetos de compensação pra quem vai perder o rio. O documento, que não diz quantas familias receberiam alguma coisa, onde eles fariam alguma melhoria, quais comunidades seriam contempladas nem nada, no nosso entender não garante coisa alguma. Por fim, prestamos nossa homenagem à Irmã Dorothy Stang, que foi assassinada por essa máquina de morte ha 16 anos nesse dia 12 de fevereiro. Que Dorothy olhe por nós!
Veja aqui

Episódio 23, 20.02.2021 – Está chegando o Banzeiro da semana, que hoje fala de um conflito na Gleba Bacajá, onde as familias de agricultores estão sendo ameaçadas de expulsão. A Defensoria Publica interferiu e a justiça deu ordens de que as familias devem ser deixadas em paz. Aproveitamos para conversar com a Dra. Bia, que explicou como funciona a DPE
Veja aqui

Episódio 25, 08.03.2021
Nesse 8 de março, dia internacional da mulher, o Movimento Xingu Vivo para Sempre faz um Banzeiro de homenagem a nós, mulheres. Por isso o programa é apresentado por três integrantes da nossa equipe de mulheres poderosas: Ana Laide, Antonia Melo e Maria Elena. Destacamos que, infelizmente, nós e nosso povo sofremos muito com as consequencias de erros como o da presidente Dilma, que fez Belo Monte; ou com as loucuras da ministra da Mulher do Bolsonaro, Damares Alves. Então esse Banzeiro reforça nossa admiração por todas as mulheres que lutam e constroem a vida. Mas como nós ja sabemos do que somos e quanto valemos, convidamos alguns companheiros pra falar, porque, apesar de ser o nosso dia, pensamos que os homens precisam se dar conta mais e mais de que combater todo o tipo de violência e discriminação, bem como estar junto nas lutas e construções, é papel deles também
Veja aqui

Episódio 26, 20.03.2021
No Banzeiro dessa semana, voltamos a falar do acordo entre o Ibama e a Norte Energia que tirou a água da Volta Grande go Xingu. Explicamos que as compensações que a empresa diz que vai fazer são condicionantes antigas que ela não cumpriu, como aponta um estudo do MPF. É muito importante que as comunidades saibam disso quando a NESA pedir reuniões pra presentar suas “novidades”
Veja aqui

Episódio 27, 26.03.2021
Essa semana, o Banzeiro trouxe a notícia de que o MPF entrou com mais uma ação na Justiça contra Belo Monte. Dessa vez exigindo que o acordo entre o Ibama e a Norte Energia, que tira 80% da água da Volta Grande do Xingu, seja derrubado, e que o povo beiradeiro seja consultado de acordo com a Convenção 169 da OIT. A gente lembrou inclusive do programa 9 do Banzeiro, que explica o que é essa consulta. Quem quiser escutar de novo, é só clicar nesse link
Veja aqui

Episódio 28, 03.04.2021
No Banzeiro de hoje, falamos de uma situação muito grave que ocorre na região do Tapajós com a violência de garimpeiros ilegais contra os territórios, as organizações e as lideranças munduruku. Falamos do ataque que acorreu na última semana contra a Associação Wakoborun e ouvimos a Maria Leusa Munduruku e o procurador Paulo de Tarso, do MPF, que explicaram que esses crimes, junto com a destruição de enormes áreas de mata e rios, são patrocinados por grupos com muito dinheiro. E pior, com acesso livre aos gabinetes do governo Bolsonaro
Veja aqui

Episódio 29, 09.04.2021
O Banzeiro de hoje abordou a situação do povo Arara da terra indígena Cachoeira Seca, que fica entre Altamira, Placas e Uruará. Cachoeira Seca é a TI mais desmatada do Brasil, e tirar os invasores que estão cometendo estes crimes é uma das condicionantes de Belo Monte. Tanto que a Justiça deu um prazo até começo de maio pra isso acontecer, mas até agora nada. Por outro lado, ribeirinhos que ja viviam la ha mais tempo tem direito a indenização e reassentamento, mas também nada ta acontecendo. Por isso foi lançada a campanha “Povo Arara – Guardiões do Iriri”, pra pressionar pela solução dos conflitos e garantir os direitos dos arara e dos ribeirinhos ocupantes de boa fé. Nesse programa, também fazemos uma homenagem ao Cassio Freire Beda, companheiro de tantas lutas na Amazônia que morreu por envenenamento de mercurio no começo da semana
Veja aqui

Episódio 30, 22.04.2021
O Banzeiro N. 30 volta a discutir o tema do primeiro programa: os royalties de Belo Monte. Nessa edição, explicamos que a prefeitura fez um projeto de lei pra regulamentar os gastos desse dinheiro, mas que queremos participação do povo nessa decisão, quremos que parte do recurso vá para um Fundo de apoio à reconstrução da vida dos atingidos, e que seja criado um Conselho para monitorar a aplicação dos royalties. Essas propostas serão apresentadas para o prefeito e os vereadores
Veja aqui

Episódio 31, 23.04.2021
Nessa terceira semana de abril, tivemos dois Banzeiros, um seguido do outro, que falam sobre o projeto de regularização dos royalties de Belo Monte. Este segundo Banzeiro, antes de tudo, faz uma homenagem ao nosso amigo e companheiro Lilo Clareto, que faleceu na quarta feira, mais uma vítima do Covid e do desgraçado desse governo Bolsonaro. Sobre os royalties, o programa relata a reunião que o Xingu Vivo e parceiros fizeram com os vereadores de Altamira para apresentar uma proposta de criação de um Fundo, que deve receber dinheiro desses royalties e fazer editais pra população atingida desenvolver projetos produtivos. Também reivindicamos que o povo seja ouvido sobre a lei dos royalties, e recebemos a promessa de que os vereadores vão dar mais tempo para debater com a população e os movimentos sociais onde o dinheiro deve ser gasto.
Veja aqui

Episódio 32, 29.04.2021
No Banzeiro de hoje, a gente volta a falar dos Royalties de Belo Monte, esse dinheiro que a Norte Energia paga todo mes pra prefeitura de Altamira e que ainda não se sabe onde está sendo gasto. O programa explica de novo O QUE É ESSE DINHEIRO, e conta que o prefeito resolveu fazer uma LEI pra criar REGRAS sobre onde ele deve ser investido. Essa lei está na Câmara dos Vereadores pra ser votada. Mas os movimentos sociais querem que TODAS AS COMUNIDADES POSSAM PARTICIPAR DESSA DECISÃO. Entendam como isso DEVIA funcionar
Veja aqui

Episódio 33, 07.05.2021
Neste programa, o Banzeiro conta o desfecho dos debates sobre a lei dos royalties de Belo Monte, que foi aprovada pelos vereadores sem ouvir o povo. Agora o projeto volta pro prefeito, que vai bater o martelo sobre a distribuição desse dinheiro. Pro povo sobrou a tarefa de fiscalizar que esses recursos não continuem sumindo
Veja aqui

Episódio 34, 14.05.2021 – Trabalho Escravo
No dia 13 de maio, o Brasil comemorou a abolição da escravidão, qua aconteceu em 1888 com a Lei Aurea assinada pela Princesa Isabel. No episódio de hoje do Banzeiro, explicamos que na verdade a escravidão não acabou. A gente fala do trabalho escravo moderno, que acontece muito nas fazendas da Amazonia, mas também nas cidades ou nas casas de pessoas que tem empregadas que não recebem nada e ainda são maltratadas. O Banzeiro explica em que situações os trabalhadores podem ser considerados esravizados, porque nessa pandemia tem gente que topa trabalhar nessa situação, e porque é tão importante denunciar. E tambem dá dicas de onde e como fazer essas denúncias
Veja aqui

Episódio 36, 28.05.2021entrevista com Maria Leuasa Munduruku sobre ataque de garimpeiros ilegais
Neste programa, o Banzeiro conta os detalhes da tarde de terror e violência que a nossa amiga e companheira Maria Leusa Munduruku, uma das mais importantes lideranças indígenas do país, sofreu na última quarta feira, quando sua aldeia foi atacada por um bando de criminosos ligados ao garimpo ilegal na região de Jacareacanga. Leusa narra o ataque que incendiou as casa de sua familia e que poderia ter custado a sua vida. Mas essa história mostra também o quanto valem a coragem e a força de uma mulher quando se trata da luta por justiça e pela sobrevivencia de seu povo e território
Veja aqui

Episódio 37, 14.06.2021 – Ameaças de morte no Pará
O Banzeiro de hoje discute os conflitos de terra e as ameaças de morte contra lideranças sociais no Pará, Amazônia. O programa traz o depoimento da Marcia de Melo, liderança de um assentamento em Castelo dos Sonhos, e ameaçada de morte. Em diálogo com o padre José Boeing, coordenador da campanha “A Vida Por Um Fio”, e Dion Monteiro, do Xingu Vivo, Márcia relata uma reunião com autoridades sobre as ameaças, e os três refletem sobre perigos e desafios da luta pela terra.
Veja aqui

Episódio 38, 20.06.2021 – Vacinação para os ribeirinhos
Neste episódio do Banzeiro, voltamos a falar sobre a vacina contra a Covid-19 – agora disponível para o povo ribeirinho da região de Altamira. Conversamos com ribeirinhos, uma médica e um padre, e todos concordam: a vacina é fundamental. Vacine, por favor!
Veja aqui

Episódio 39, 25.06.2021 – Justiça devolve água da Volta Grande
O Banzeiro de hoje traz uma ótima notícia pro povo da Volta Grande: a Justiça decidiu que a Norte Energia tem que voltar a liberar água suficiente pra garantir a vida do rio e dos peixes no Xingu. Está suspenso o acordo com o Ibama que desviou 80% da vazão da Volta Grande pra hidrelétrica Belo Monte. Além disso, a Justiça ordenou que, antes de ser tomada qualquer decisão que afete as comunidades da região, todas populações tradicionais – isto é, indígenas, ribeirinhos e pescadores – deverão ser consultadas.
Veja aqui

Episódio 40, 12.07.2021Luta pelo Lote 96 em Anapu
O programa de hoje traz as informações sobre a luta dos moradores do Lote 96 da Gleba Bacajá, em Anapu. Esta terra, onde moram 54 familias de pequenos agricultores, está em disputa na Justiça, que em maio, para surpresa e revolta de todos, decidiu que as familias devem sair para dar lugar ao fazendeiro Antonio Peixoto, grande latifundiário da região. A Defensoria Pública ja entrou com um recurso contra essa descisão, e essa semana aconteceu um grande encontro no local, com a presença de vários apoiadores importantes dos agricultores, para fortalecer a sua luta e também a produção de alimentos no lote 96. E, acima de tudo, organizar a mobilização para que a Justiça reveja a decisão favorável ao fazendeiro.
Veja aqui

Episódio 41, 19.07.2021 – Resumo do Relatório de Violências no Campo da CPT
Neste episódio do Banzeiro, trazemos um resumo do Relatório de Conflitos no Campo da Comissão Pastoral da Terra (CPT) – onde, mais uma vez, o Pará aparece como o estado mais violento do país. Conversamos com Andreia Silverio, advogada da entidade, que falou sobre os conflitos de terra, ameaças de morte, luta pela água, trabalho escravo e criminalização de defensores dos direitos humanos.
veja aqui

Episódio 42, 27.07.2021 – O Curupira
O Banzeiro desta semana vem encantado com histórias e causos. 17 de julho foi o dia nacional do Curupira, o protetor das matas. A necessidade de cuidarmos das nossas florestas, das plantas e dos animais, frente aos sucessivos meses em que as queimadas e o desmatamento estão mais fortes do que nunca, é uma questão de sobrevivência não só do povo da Amazônia, mas de todo planeta.
Veja aqui

Episódio 43, 08.08.2021 – Saúde e educação
No programa de hoje, a gente discute o descaso da prefeitura de Altamira com a saúde e a educação no território ribeirinho, e conta a história do posto de saúde e da escola que o prefeito quer fechar. Também lembramos que tem muito dinheiro dos royalties de Belo Monte entrando nos cofres da prefeitura, e cadê novas escolas e postos de saúde??
veja aqui

9 COMENTÁRIOS

  1. Olá,

    Fui um dos antropólogos responsáveis pela elaboração do Componente Indígena dos Índios Citadinos da cidade de Altamira e regiao de Volta Grande do EIA da UHE Belo Monte.

    Gostaria muito que nossos relatórios pudessem estar também na íntegra na página de vocês.

    É uma pena que não estejam: nossas análises e proposições de condicionantes são muito mais detalhadas e duras para com o empreendimento do os pareceres da Funai, do IBAMA e do Painel Independente deram a entender.

    Vocês podem encontrá-los na íntegra no próprio site do IBAMA.

    abçs

    luis roberto

  2. É lamentável a posição do governo Brasileiro que com tantos meios de se produzir energia alternativas de forma 100% limpa e renovável e nós, sustentamos esse projeto hipócrita e ultrapassado…

  3. pode até ter muita água no pará mas com as consequências que a construção irá trazer não vai valer a pena.
    existem outros modos de obter energia sem prejudicar tanto o meio ambiente..

  4. Queria poder ajudar de alguma maneira!
    Sou Engenheira Ambiental e sei que o impacto gerado será irreversível! Além do mais o Brasil não está preparado para essa situação….já temos tantos problemas sem solução, qdo nossos governantes vão parar de arrumar novos problemas e solucionar os já existentes?????????!!!!!!!!!!!!!
    Alexandra

  5. O assunto em questão já demonstra os impactos negativos que trará a sociedade e todo meio ambiente.
    Ignorando todos os indicativos o projeto continua a quase caindo no esquecimento da mídia

Deixe uma resposta para Marcos Marcolino Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*