Início Notícias Chat Xingu Vivo: Procurador da República conversa sobre problemas de Belo Monte

Chat Xingu Vivo: Procurador da República conversa sobre problemas de Belo Monte

O Movimento Xingu Vivo para Sempre (MXVPS) inaugura nesta terça feira, dia 9, sua nova ferramenta de interatividade com os internautas: o Chat Xingu Vivo, bate-papo online que trará especialistas em diversas áreas para conversar sobre o projeto da hidrelétrica de Belo Monte.

O primeiro convidado será o procurador do Ministério Público Federal, Felício Pontes Jr., responsável por apontar várias irregularidades na condução do empreendimento. A Justiça já recebeu nove Ações Civis Públicas sobre ilegalidades de Belo Monte.

O bate-papo, que começa às 16h (horário de Brasília, ou 15h, horário de Belém), terá uma hora de duração e será realizado no site do Movimento Xingu Vivo para Sempre, www.xinguvivo.org.br. A participação dos internautas se dará através da interação direta pela página (sem necessidade de criar uma conta), ou através do Twitter e do Facebook, usando a tag #parebelomonte.

Felício Pontes Jr.
Paraense de Belém, Felício de Araújo Pontes Jr. é Procurador da República há 13 anos. Formado em Direito pela Universidade Federal do Pará, é mestre em Teoria do Estado e Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Iniciou a carreira como advogado do Centro de Defesa de Direitos Humanos do Rio e, posteriormente, como Oficial de Projetos da Organização das Nações Unidas, em Brasília.

Ingressou no Ministério Público Federal como Procurador da República em Santarém, no oeste do Pará, em 1997. A partir do ano 2000, passou a atuar em Belém, onde foi Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Procurador Regional Eleitoral e Procurador-chefe. Atualmente, atua em casos de improbidade administrativa, na proteção ao meio ambiente e aos direitos indígenas, de quilombolas, populações tradicionais e outras minorias.

Nesses 12 anos de atuação no MPF, Pontes Jr coleciona casos importantes e rumorosos. Tocou o processo contra a instalação irregular de um terminal graneleiro da multinacional Cargill em Belém, que culminou com o fechamento do porto, em 2007. Foi responsável, em 2004, pelo acordo com a Caixa Econômica Federal, que pôs fim aos dramáticos despejos de mutuários na capital paraense. E, desde 2001, vem demonstrando no Judiciário as irregularidades cometidas pelas empresas responsáveis pelo projeto da usina hidrelétrica de Belo Monte.

Participe
Chat Xingu Vivo: com o procurador do MPF, Felício Pontes Jr
Data: 9 de novembro
Hora: das 16h às 17h (horário de Brasília. 15h às 16h, horário de Belém)
Endereço: www.xinguvivo.org.br

3 COMENTÁRIOS

  1. Idéia ótima esta do movimento. É uma oportunidade para abranger o leque de discussões sobre Belo Monte. É de extrema importância fazer com que a sociedade temha ciência de todos os efeitos funestos que Belo Monte poderá trazer. Infelizmente não irei participar do chat, mas parabenizo o movimento e o dr. Felício Júnior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Belo Monte aumentou emissões de gases-estufa no Xingu em cerca de 3 vezes, diz estudo

Por Folha de São Paulo - Cercada de críticas desde o início do seu projeto, a usina hidrelétrica de Belo Monte gerou...

Justiça cancela acordo do Ibama com a Norte Energia sobre uso da água da Volta Grande do Xingu

Por MPF - A Justiça Federal cancelou o termo de compromisso entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a...

Punição para a cadeia de culpados pela violência contra a nação Munduruku

Esta quarta, 26 de maio, foi um dia terrível. Criminosos ligados ao garimpo que invade, destrói, empesteia e mata no território Munduruku,...

Garimpeiros atacam e incendeiam aldeia de liderança Munduruku contrária ao garimpo no Tapajós (PA)

Do MPF - Um grupo de garimpeiros armados atacou nesta quarta-feira (26), no início da tarde, a aldeia Fazenda Tapajós, em...