Início Notícias Belo Monte: preocupação da OEA faz sentido

Belo Monte: preocupação da OEA faz sentido

A Organização dos Estados Americanos (OEA) tem razão em solicitar a suspensão imediata do processo de licenciamento e de construção de Belo Monte. O governo tem de aumentar o grau de transparência, não porque a OEA está pedindo, mas porque deve mesmo explicações (Míriam Leitão, 05.04.2011).

Foram feitas poucas audiências públicas e as populações indígenas não foram ouvidas. Em vez de tirar dúvidas, o governo apressou o processo e usou uma perigosa estratégia de dividir os índios para tentar convencê-los.

Quem pensa que isso é conversa de estrangeiro, de cineasta, se engana, porque a preocupação vem de quem acompanha o assunto. Há dúvidas em várias áreas, não só em relação às questões indígenas, de como seriam afetados. Esse é um dos pontos.

A obra está mal explicada do ponto de vista ambiental, hídrico, de engenharia e de licenciamento. Só para lembrar: diretores do Ibama foram demitidos para que a licença saísse logo. Climatologistas dizem que no período da vida útil da usina haverá mudança no regime fluvial do Xingu, comprometendo a viabilidade econômica do projeto. Belo Monte está mal explicado de fato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Um balanço da situação da Amazônia sob Bolsonaro em tempos da Covid 19

Por Rosa AcevedoNesse momento, alguém morre e será enterrado como mais uma nova vítima da COVID 19 na Amazônia. Milhões sentem os...

Protesto contra Norte Energia na Transamazônica termina com demandas enviadas ao MPF

Depois de cinco dias de ocupação e trancamento da Transamazônica na altura do km 27, a manifestação de pescadores, ribeirinhos, agricultores e...

Amazon Communities Protest to Maintain the Xingu River Alive

Foto: Lilo Clareto This Monday morning (11/09), over 150 representatives of fishermen, riverbank communities, family farmers and the...

Comunidades de 5 municípios trancam a Transamazônica por liberação de água no Xingu

Na manhã desta segunda, 9, cerca de 150 pescadores, ribeirinhos, pequenos agricultores e indígenas Curuaya e Xipaya dos municípios de Altamira, Senador...