Início Notícias Dia 13 de Maio: Norte Energia comemora a abolição da escravatura destruindo...

Dia 13 de Maio: Norte Energia comemora a abolição da escravatura destruindo a vida da população altamirense

Nesta quarta, 13 de maio, data em que se comemora a abolição da escravidão no Brasil, a cidade de Altamira foi palco de mais uma série de violências contra diversos segmentos da população. Informações sobre estes episódios foram levados nesta quinta ao Xingu Vivo.

Residência é parcialmente destruída pela Norte Energia com moradores dentro
A dona de casa Perpetua do Socorro Vasconcelos de 41 anos, mãe de três filhos moradora do bairro Sudam I na Rua dos Operários em Altamira, teve parte de sua casa destruída pela Norte Energia. Ela será atingida pela cota 100 da hidrelétrica de Belo Monte.

CAM00718

A Norte Energia iniciou o remanejamento forçado dos moradores de sua rua e no dia 13 de maio do corrente. Ao derrubar a casa ao lado, a maquina acabou atingindo a residência de dona Perpetua, que nesse momento se encontrava fora de sua moradia em busca de um documento exigido pela Norte Energia para fazer seu remanejamento, e seus três filhos tiveram que sair às presas da casa e por pouco não aconteceu uma tragédia.

Sua residência está em risco de cair a qualquer momento, está muito danificada, e quando chove molha dentro. Ela teve que improvisar uma parede de compensado para não ficar exposta.

Família impactada é agredida e humilhado dentro do escritório da Norte Energia
Outro caso é o do Sr. Leonilson Lopes de Souza , morador de Altamira , residente na rua 6 , Bairro Aparecida. Ele foi agredido dentro do escritório da Norte Energia ao ser chamado para negociar seu imóvel. Por não ter concordado com a proposta imposta pela empresa, pegou seus documentos e, ao tentar sair do escritório, foi agarrado pelo braço pelo advogado da Norte Energia , que chamou os seguranças para impedirem que saísse do escritório com sua esposa, que o acompanhava no momento.

O casal não aceitando a chantagem do advogado, este iniciou uma serie de acusações e difamações contra eles que, no final das agressões, conseguiram sair do escritório, mas criminalizados como se fossem bandidos por não concordarem com os desmandos da Norte Energia e seu aliado, o governo federal. Constrangidos por serem humilhados dentro do escritório da Norte Energia, buscaram apoio no Movimento Xingu Vivo, que os orientou a fazer um boletim de ocorrência contra as agressões sofridas.

Indígenas Ocupam o Escritório da NESSA ontem
Também na tarde desta quarta, 13, 30 lideranças indígenas ocuparam o escritório da Norte Energia exigindo o cumprimento de condicionantes, principalmente a construção da casa de saúde indígena, os projetos de educação e o Plano Básico Ambiental nas aldeias.

Destruição da sede da Associação dos Areeiros
As 22 h de quarta, a sede da Associação dos Areeiros , localizada na rua da peixaria, foi derrubada em ato criminoso. Não há indícios de envolvimento de agentes ligados a Belo Monte neste crime, mas fato é que a Norte Energia não quer reconhecer os direitos da categoria, que, desde do início das obras da usina, vem tentando negociar com a empresa seus direitos. Outras categorias estão na mesma situação, como os carroceiros e os oleiros, que até então não são reconhecidos como atingidos por Belo Monte (ver nota no site)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*


Últimas notícias

Nota de solidariedade ao povo Munduruku

O Movimento Xingu Vivo para Sempre quer expressar sua solidariedade ao povo Munduruku, sua indignação contra o cotidiano de violência a que...

Beiradeiros, Xingu Vivo e SDDH entram com representação criminal contra responsáveis por danos à Volta Grande do Xingu

Depois da divulgação de um acordo firmado entre o Ibama e a Norte Energia que, na última semana, permitiu que a empresa...

Ibama e a sentença de morte do Médio Xingu

Por Verena Glass - No ano de 2020, o Médio Xingu sofreu uma das piores secas da sua história. Aliado a um...

Ibama contraria ministério e mantém decisão de determinar que Belo Monte libere água no rio Xingu

André Borges, O Estado de S.Paulo - Pressionado de todos os lados pelo governo, o Ibama decidiu levar adiante a sua decisão...